Sobre o evento

Apresentação

O desenvolvimento de tecnologias capazes de suprir as necessidades da geração atual sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das gerações futuras é o grande desafio da humanidade nos dias de hoje. Nesse sentido, a preservação do meio ambiente, os estudos sobre as consequências da variabilidade e das mudanças climáticas e a redução de suas causas e efeitos tornam-se prioridade. Do mesmo modo, a produção de energia tem sido apontada como a principal causa para as mudanças climáticas globais e contribui em muitos aspectos para a deterioração do meio ambiente. E acreditamos que se faça necessário avançar na discussão em alguns setores estratégicos diretamente ligados a área de Meteorologia, Engenharia e Meio Ambiente que carecem do refinamento da informação para o desenvolvimento de seu ramo de atividade. Assim, buscam-se soluções que minimizem os impactos causados por condições meteorológicas adversas por meio de uma abordagem interdisciplinar que envolva várias áreas do conhecimento e setores da sociedade.

 

Diante deste contexto, a Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Associação Catarinense de Meteorologia (ACMet) se juntam e promovem, entre os dias 13 e 15 de outubro de 2021, o “Simpósio em Clima, Água, Energia e Alimentos" (SIMCLEA), em formato online, como parte do VI Encontro de Meteorologia do Estado do Rio de Janeiro (ENMET-RJ), III Encontro de Meteorologia do Estado de Santa Catarina (ENMET-SC) e II Semana Acadêmica de Engenharia Meteorológica (SAEM). O SIMCLEA também terá a participação de pesquisadores, membros do Comitê Científico, da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

 

A UENF e a UFRJ instituições tradicionais de ensino e pesquisa do Estado do Rio de Janeiro, possuem o objetivo de vencer os desafios que são colocados em inovação e formação de pessoal, discutindo sob a égide dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030, o tema Clima e Energia: Variabilidade e Impactos. Como nas edições anteriores, o VI ENMET-RJ envolverá a UENF e a UFRJ, parceiros na implementação de projetos de pesquisa e realização de encontros científicos visando o desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro em áreas onde a interação entre as Ciências Atmosféricas e a Engenharia é estratégica e fundamental. Seguindo a ênfase na formação das novas gerações sempre dada pelas instituições organizadoras do evento, envolver-se-á os alunos do recém criado Curso de Engenharia Meteorológica da UENF, através da II SAEM, que terá uma programação própria que se integrará às atividades promovidas pelo SIMCLEA.

 

Já o III ENMET-SC, desde sua primeira edição é realizado pela Associação Catarinense de Meteorologia, entidade de classe que tem por finalidade representar e defender os interesses e direitos coletivos e individuais dos associados, bem como o intercâmbio profissional com associações congêneres. O I e II ENMET-SC realizados em 2017 e 2019 respectivamente, contaram com expressivo apoio das Instituições Acadêmicas do Sul do Brasil, além de empresas públicas e privadas interessadas nos temas dos eventos. Estes eventos focaram principalmente no avanço tecnológico do Estado de Santa Catarina que, nos últimos anos, tem recebido recursos de infraestrutura para o monitoramento e previsão de fenômenos hidrometeorológicos, principalmente ligados à ocorrência de eventos meteorológicos extremos. 

 

Salienta-se que o SIMCLEA conta com o apoio de entidades Federais, Estaduais e Municipais da área de ensino institucional e privada ligadas diretamente ao tema âncora do evento.

 

É oportuno que este evento resulte no aprimoramento dos profissionais, técnicos e estudantes, além do desenvolvimento da pesquisa e da inovação na área, atendendo a temas de grande relevância na atualidade.

 

Como expectativa, acredita-se em reunir um público de trezentos profissionais e estudantes de áreas afins, para encetar discussões relativas aos 6 eixos temáticos abaixo listados, todos ligados diretamente aos assuntos de real importância técnico-científica.

Formato do Evento

No SIMCLEA,  com formato online, os debates serão realizados em forma de Workshops relacionados aos eixos temáticos propostos. Nessas discussões, reuniremos cientistas, profissionais e empresas para propor métodos e formas de comunicação que venham a minimizar os prejuízos causados ao meio ambiente, os estudos sobre as consequências da variabilidade e das mudanças climáticas e a redução de suas causas e efeitos em cada setor específico. 

 

Estão previstas palestras e mesas-redondas objetivando o intercâmbio de informações entre especialistas com interesse nas áreas temáticas do evento. As principais recomendações serão encaminhadas aos órgãos competentes para os devidos encaminhamentos.

 

A programação proposta incluirá ainda uma exposição de trabalhos técnicos e científicos, a serem submetidos no formato de Resumos Simples, os quais serão avaliados por uma Comissão Científica. Os trabalhos aceitos serão apresentados em formato de vídeo-pôster.  Como o evento será inteiramente online haverá ainda chamadas dos apoiadores nos intervalos de cada sessão relacionados com Meteorologia e suas aplicações.

O SIMCLEA contará com minicursos gratuitos com carga horária de 6 horas, voltados para estudantes de graduação e pós-graduação. As vagas serão limitadas e as inscrições terão início dia 15 de setembro de 2021.

Também estão previstos dois cursos de 40h de duração, relacionados às áreas temáticas do SIMCLEA, a serem ministrados de forma online após o evento, voltados preferencialmente para profissionais da área de meteorologia e afins. Essa realização nasce da iniciativa da ACMET da realização do Curso de Comunicação Meteorológica Eficiente (MetCom), ofertado de forma online entre os dias 16 de novembro a 11 de dezembro 2020.

Comitê Organizador

Eliane Barbosa Santos

LAMET/UENF

Maria Gertrudes Alvarez Justi da Silva

LAMET/UENF

Roseli de Oliveira

ACMet

Vagner Anabor

UFSM

Georgiana Feitosa da Cruz

LENEP/UENF

Mário Francisco Leal de Quadro

PCAM/CTMET/IFSC

Tamiles Ferreira de Souza

LAMET/UENF

Comitê Científico

Alfredo Silveira da Silva

IGEO/UFRJ

Andrews José de Lucena

UFRJ

Antônio Carlos S. Oscar Junior

UERJ

Claudine Pereira Dereczynski

IGEO/UFRJ

Diego Cunha Malagueta

UFRJ/Campus Macaé

Éder Paulo Vendrasco

INPE

Eliana Veleda Klering

UFPel

Ernani de Lima Nascimento

UFSM

Fabrício Polifke da Silva

IGEO/UFRJ

Georgiana Feitosa da Cruz

LENEP/UENF

Jônatan Dupont Tatsch

UFSM

José Ricardo Siqueira

LAMET/UENF

Julio Marques

UFPEL

Luan dos Santos

UFRJ/Campus Macaé

Luis Gustavo Gonçalves de Gonçalves

CPTEC/INPE

Mário Francisco Leal de Quadro

PCAM/CTMET/IFSC

Nubia Beray Armond

UFRJ

Priscilla Teles de Oliveira

UNESP

Raquel Lobosco

UFRJ

Sérgio Ricardo Rodrigues de Medeiros

UFSC

Thauan Santos

EGN/Marinha

Anderson Spohr Nedel

UFFS/CL

Angelita Pereira Rachadell

UFSC

Bruno Quirino de Araújo

UFES

Claudio Moises Santos e Silva

UFRN

Dirceu Luis Herdies

CPTEC/INPE

Edson Pereira Marques Filho

UFBA

Eliane Barbosa Santos

LAMET/UENF

Everson Dal Piva

UFSM

Franciano Scremin Puhales

UFSM

Isimar de Azevedo Santos

LAMET/UENF

Jório Bezerra Cabral Júnior

UFAL

José Ricardo de Almeida França

IGEO/UFRJ

Leonardo de Faria Peres

UFRJ

Luciana Barros Pinto

UFPel

Maria Gertrudes Alvarez Justi da Silva

LAMET/UENF

Nivaldo Silveira Ferreira

LAMET/UENF

Otávio Costa Acevedo

UFSM

Rafael Malheiro da Silva do Amaral Ferreira

UFRJ/Campus Macaé

Rosandro Boligon Minuzzi

CCA/UFSC

Simone Erotildes Ferraz

UFSM

Vagner Anabor

UFSM